Minha metodologia para gerenciar feeds RSS

FazendoAcontecer.net.

Produtividade pessoal com GTD? É no FazendoAcontecer.net.

Como mudar sua vida de forma inteligente? É no FazendoAcontecer.net.

Dicas e truques de internet e computação? É no FazendoAcontecer.net.

Lifehacking? É no FazendoAcontecer.net.
Assine nosso feed RSS.

como-fazeracontecer-500Organizar feeds RSS é tarefa difícil. Principalmente para blogueiros assinantes compulsivos, fica difícil mantê-los em dia. Porém, este é justamente o público que precisa manter-se atualizado, já que, como se diz por aí, é necessário ler dez vez mais do que se pretende escrever.

Sendo assim, acredito que devemos usar um método efetivo para acompanhar tantos RSSs. Com o tempo, desenvolvi um padrão pessoal para gerenciamento usando pastas, categorias, prioridades e — muita — faxina e consigo manter meu agregador (Google Reader) em dia. Isso não significa, necessariamente, que leio tudo que assino. Mas me sinto confortável a ponto de dizer que não tenho problemas com isso.

Um pouco do histórico recente

Antes de mais nada, deixem-me situá-los no que me motivou a escrever este texto.

rss-logo-podcastApós ler o livro Blogging Heroes e suas entrevistas com trinta dos cem blogueiros mais lidos do mundo, esta questão ficou ainda mais evidente. A pergunta “quantos feeds você tem no seu agregador?” foi uma das presentes em todas as conversas. As respostas variaram bastante, indo de 100 a até 500 em alguns casos. Os questionamentos seguintes não podiam ser outro: “como você consegue gerenciar isso?”.

Curiosamente, Cynara publicou um artigo no Mundo Tecno que trata, em parte, deste assunto. Ela fala da dificuldade em acompanhar muitos RSS e a influência do Twitter no hábito de usar agregadores de notícias.

Achei o texto curioso, pois nunca tinha pensado no Twitter como uma ameaça ao RSS — assim como a internet tem sido para a mídia impressa. Escrevi um comentário explicando brevemente como faço para gerenciar meu agregador, mas achei por bem detalhar um pouco melhor aqui.

Minha metodologia para gerenciar feeds RSS

Agrupe por assunto. Agrupar não facilita apenas a organização. As pastas de assuntos mantém seus feeds visualmente agradáveis. Isto exerce um efeito psicológico e aumenta a produtividade da leitura. Por outro lado, assuntos se traduzem em prioridade para a maioria da pessoas. Por exemplo, já que o FazendoAcontecer.net é um blog com foco em computação inteligente, produtividade, GTD e lifehacking, esses temas são mais importantes para mim. Então as pastas correspondentes a eles são as primeiras que procuro novidades.

Ordene por prioridade. Faça um ranking de assuntos. Ao invés de deixar as pastas em ordem alfabética, coloque-as em ordem de importância. Se culinária é seu tema preferido ou prioritário — por interesse pessoal ou profissional — deixe a pasta com os RSSs deste assunto no topo. Computação vem em seguida? Leve-a para o segundo lugar e assim por diante. Agora, quando for ler alguma coisa, deverá seguir as pastas de cima para baixo.

hd-disco-rigido-ordenar-organizar

Separe as feeds secundárias das principais. Se você tem dez fontes sobre tecnologia, mas considera apenas seis como realmente importantes, crie duas pastas: Tecnologia A e Tecnologia B. Elas possuem prioridades distintas. Portanto, Tecnologia A pode ser sua primeira pasta (mais importante) enquanto Tecnologia B pode aparecer em décimo (não tão importante). Você define a ordem. Não mantenha agrupamentos próximos simplesmente por serem de temas parecidos.

Crie uma pasta de Avaliação. Tem muita gente que é rápida no gatilho, basta ver duas frases interessantes e já vai assinando o RSS. Neste caso, coloque estes novatos em uma pasta Avaliação e atribua uma prioridade baixa a ela (no fim ou perto dele). Se você realmente assina muitos feeds ou quer realçar um tema, pode ser interessante separar a pasta em duas: Avaliação – Geral e Avaliação – Finanças, por exemplo. Mesmo que não costume assinar muitas fontes, recomendo esta etapa de quarentena.

Ordene as feeds dentro das pastas por prioridade. É o ranking de feeds. Dentro de cada pasta, também coloque as feeds em ordem de prioridade. Desta forma, quando não tiver tempo para ler todos os artigos de uma pasta específica, basta expandí-la e ler cada fonte na sequência que aparece.

Não tenha piedade dos perdedores. Se esforce para manter as primeiras pastas — normalmente até a quarta ou quinta — em dia. Já com as demais, não pense duas vezes. Se acumulou muito e há alguns dias que você não consegue ler nada, marque tudo como lido sem pena. Provavelmente, esses assuntos são de interesse pessoal e secundário — e lembre que artigos novos chegarão. Não se preocupe com eles.

Não se abale com o 1000+. Não fique tenso só porque tem muita coisa não lida — ou por seu Google Reader mostrar a contagem 1000+. Desde que suas primeiras quatro ou cinco pastas estejam com zero ou próximo disso, você está salvo. Se a contagem estiver incomodando mesmo, marque as últimas pastas como lidas (veja item anterior).

Faça uma faxina periódica. Se seu agregador fornece análise estatística de leitura fica extremamente fácil determinar quais feeds devem ser excluídas. Mesmo que não tenha este recurso, mande embora aqueles que são constantemente marcados como lidos. Vale a regra de novo: não tenha pena, não pense duas vezes — o site vai estar sempre lá se quiser testá-lo novamente. Uma alternativa interessante pode ser simplesmente adicionar o excluído aos favoritos do navegador. Assim fica fácil visitá-lo eventualmente.

Estas são minhas dicas para quem quer paz com as feeds e o agregador. Acredito que com elas fica fácil ser produtivo na hora de acompanhar suas notícias e blogs favoritos. Tenho conseguido gerenciar entre 120 e 150 sites diferentes desta forma. Não é tanto assim, mas quem trabalha o dia inteiro não tem tempo suficiente para ler tudo que gostaria.

Quero muito trocar experiências em relação às técnicas de manutenção de agregadores. Nunca conversei com ninguém a respeito e esta é a primeira vez que escrevo sobre o assunto. Você tem alguma dica para compartilhar? O que achou destas ideias que citei?

Imagens de Colleen AF Venable e Uwe Hermann.

Share/Save

O que achou do artigo? Comente.


Feed dos comentários5 Comentários

  1. Tiago Hiroshi

    Olá Rafael,

    Leio seu blog a umas 2 semanas e na primeira leitura já adicionei ao Google Reader. Gostei bastante da matéria e tenho algumas dicas que fui refinando com o tempo.

    Eu uso uma mesclagem de várias técnicas sendo uma delas parecida com as suas de separar por temas. Mas acima das categorias por temas, criei 4 categorias principais (1-first_reading, 2-second_reading, etc) onde coloco vários temas juntos, mas assuntos que gosto sempre de ler. No 1-first, defino aqueles blogs/sites que tenho prioridade em ler e que faço todo dia sem excessão. Em 2-second coloco aqueles com temas pessoais que servem de diversão e que a informação é menos relevante para o meu conhecimento geral e assim vou baixando a prioridade até a pasta 4-fourth_reading na qual deixo para aqueles blogs que irei analisar o conteúdo ou que tenha algo de interessante mas que não tenha uma periodicidade grande.

    Além dessas 4 categorias tenhos 2 categorias (blogs-gringos e blogs nacionais) que uso para juntar tudo que adiciono ao Google Reader. Me serve com uma lista geral dos blogs e facilita na hora de exportar determinadas listas para meus amigos ou não faz parte do meu TOC mesmo, hehe

    No caso de quantidade de itens não lidos o Google Reader ajudou bastante impementando a função de “Não mostrar” os contadores de mensagens não lidas. Isso fez que meu TOC em ler até zerar o contador caisso uns 90%.

    Acho que é isso. Fiz uma screenshot do meu Google Reader em http://img36.imageshack.us/img36/4537/googlereader.jpg

    Os métodos que uso são mutaveis e conforme vejo novas maneiras tento adapta-las e assimilar as melhores.

    Espero ter ajudado de alguma forma.

    Abraço,

  2. Rafael Perrone

    Olá Tiago,

    que bom que gostou do blog. Seja muito bem vindo.

    Achei sua ideia bem interessante. Pelo que entendi, cada feed fica em mais de uma pasta, podendo ficar simultaneamente em 1-first_reading, blogs nacionais e produtividade, por exemplo, correto?

    Assim fica bem fácil separar o que é essencial de ser lido e o que não é. Porém, não sei se me daria bem misturando assuntos diferentes nas pastas.

    Também uso a função de não mostrar a quantidade de não lidos com a extensão Better GReader de Gina Trapani. Mas ela não está funcionando no Firefox 3.5 ainda. Já está disponível a versão 0.6.2 que é compatível com o FF 3.5, porém, por algum motivo o meu ficou parado na versão 0.6.1 e tive que instalar manualmente.

    Valeu a dica!

    Abraço.

  3. Tiago Hiroshi

    É isso mesmo. O mesmo feed aparece em varias “pastas”. Como disse a metodologia muda de pessoa pra pessoa. Eu mesmo adpatei umas 3 tecnicas para chegar nessa que uso atualmente. Antigamente era uma zona só!

    A função de esconder as noticias não lidas faz parte do Google Reader (http://img194.imageshack.us/img194/3567/googlereader2.jpg) e já faz um tempinho que colocaram essa opção sem necessitar do uso de add-ons. Antigamente eu usava o add-on pra fazer essa alteração.

    Ainda não migrei pra versão 3.5 do Firefox. Muitas extensões irão parar de funcionar então espero sempre umas semanas pra mudar de versão, até os add-ons se normalizarem. Lógico que ja fiz meu download para contabilizar nas estatisticas da Mozzila, hehe

    Abraço!

  4. Julio César Mulatinho - Campos dos Goytacazes/RJ - 27 anos

    Eu uso o Reader há muito tempo e até hoje não sabia que dava para ordenar as pastas de outra forma que não a ordem alfabética padrão. Valeu a dica e estou adorando a leitura do blog.

  5. isabella

    comecei a utilizar rss agora… tem como ele só buscar matérias que mencionem alguma palavra? pois cada site (folha, uol) traz muitas noticias no dia.

O que você achou deste artigo? Comente.

http://fazendoacontecer.net / Minha metodologia para gerenciar feeds RSS