[Lembranças que o Google não apagou] Modem

FazendoAcontecer.net.

Produtividade pessoal com GTD? É no FazendoAcontecer.net.

Como mudar sua vida de forma inteligente? É no FazendoAcontecer.net.

Dicas e truques de internet e computação? É no FazendoAcontecer.net.

Lifehacking? É no FazendoAcontecer.net.
Assine nosso feed RSS.

Tenho que comprar um modem ADSL, preciso fazer download do driver do meu modem, não consigo configurar o meu modem motorola e qual o melhor modem 3G são frases bastante comuns. Isto se deve à importância que os modems têm para a computação desde a época dos BBS, pois sempre foram fundamentais para conectar computadores a redes. Vale a pena conhecê-los mais um pouco.

O que é e para que serve um modem

Modem é uma palavra derivada da contração de duas outras: modulador e demodulador. Para entender melhor o que ele faz e como funciona, precisamos compreender o significado de algumas palavras:

  • Modulação – é o processo de variação de uma forma de onda em relação a outra forma de onda. Em telecomunicações, normalmente é usada uma onda senoidal de alta frequência (portadora) para transportar uma outra de baixar frequência (sinal de informação). As três principais características (amplitude, fase e frequência) podem ser alteradas de acordo com a onda de informação de baixa frequência para obter o sinal modulado. Na figura abaixo, um sinal de baixa frequência (topo) pode ser modulado com uma onda AM ou FM.
  • modulacao-am-fm

  • Modulador – dispositivo que faz a modulação, unindo o sinal e a onda portadora;
  • Demodulador – dispositivo que faz o processo reverso da modulação, ou seja, separa o sinal da onda portadora;

Agora que já sabemos o significado de modulação, modulador e demodulador, podemos entender para que serve o modem. Na nossa casa, ele recebe o sinal modulado (portadora + sinal digital) do provedor e o separa (demodula). Mas ele também faz o processo contrário, modulando o sinal digital do nosso computador e enviando para o provedor. Claro, nossa conexão é nos dois sentidos, já que enviamos e recebemos informação.

História do modem

O primeiro modem foi desenvolvido em 1940 por George Stibitz e conectava um teletipo em New Hampshire a um computador em Nova Iorque. A produção em larga escala deste tipo de equipamento ganhou força em 1958 com a criação do sistema de defesa anti-aérea norte-americano Sage. Este aparelho era fabricado pela Bell e era acoplado acusticamente.

785px-Acoustic_coupler_20041015_175456_1

Até o início da década de 80, os modems acoplados acusticamente, como o da foto acima, prevaleceram. Era necessário discar o número manualmente e posicionar o telefone em um acoplador. Até que em 1981 a Hayes Communications criou o Smartmodem, que permitia que computadores discassem o número diretamente com o modem, eliminando a necessidade do acoplador acústico.

Outra inovação dos Smartmodems é que eles permitiam fazer e receber chamadas. Antes deles, os modems acoplados acusticamente faziam apenas uma das coisas e era muito caros. Isto foi fundamental para a disseminação de BBS e, posteriormente, a internet.

Velocidades de modems dial-up

A velocidade dos primeiros modems para conexão discada via linha telefônica era de 300bit/s. Com avanços na tecnologia de modulação e a tecnologia de cancelamento de eco, alcançaram velocidades de 4800bit/s e 9600bit/s.

WinmodemAndRegularModem

Estas velocidades levavam ao extremo a capacidade das linhas telefônicas. Para aumentá-las foi necessário desenvolver a tecnologia de correção de erro e compressão. Em 1991, surge o SupraFAXModem 14400, que se comunicava a 14400bit/s. A USRobotis, uma das gigantes da época, lança logo em seguida um modem de 16.800bit/s e a AT&T, um de 19200bit/s.

Depois foi a vez do surgimento dos modems e 28800bit/s e 33600bit/s. Este última opera na taxa de transferência teórica limite para linhas telefônicas.

No fim da década de 90, a USRobotics e a Rockwell anunciam uma nova tecnologia baseada no uso de linhas digitais modernas que permitia conexões à taxa de 56kbit/s. Esta velocidade só é possível para download, enquanto os uploads permanecem limitados a 33.6kbits/s.

Com o uso da tecnologia de compressão por hardware, é possível atingir até 320kbits/s e com compressão web server-side, chega-se a até 1000kbit/s.

Outros tipos de modem

Atualmente existem vários tipos de modem, cada um fazendo uso de uma tecnologia de conexão diferente. Alguns deles — como seu telefone celular, por exemplo, nem sabemos que são modems. Os principais são:

  • Rádio – conexões diretas via satélite, WiFi e telefones celulares usam modem a rádio para se comunicar. Esta tecnologia também é usada nas conexões GPRS, EVDO, HSPA e GSM (3G), assim como na nova WiMax.
  • d-link-dir-300

  • Banda larga (ADSL e Cabo) – São os mais comuns no Brasil, usados nas conexões da Velox, NET, Vírtua, Speedy e várias outras. A nova tecnologia de conexão via rede elétrica também usa modems deste tipo. Muitos deles incluem a função de roteador, com portas Ethernet e WiFi.

Para saber mais, sugiro a página sobre modem da Wikipedia em inglês. A versão em português, infelizmente, possui pouquíssimas informações.

Uma coisa é certa. Se os modems não tivessem se desenvolvido tanto, você provavelmente não estaria lendo este artigo, nem email, nem Twitter, nem Orkut, nem notícias, nem Youtube, nem haveria sites com músicas para baixar, nem…

Share/Save

O que achou do artigo? Comente.


O que você achou deste artigo? Comente.

http://fazendoacontecer.net / [Lembranças que o Google não apagou] Modem