MSX [Lembranças que o Google não apagou]

FazendoAcontecer.net.

Produtividade pessoal com GTD? É no FazendoAcontecer.net.

Como mudar sua vida de forma inteligente? É no FazendoAcontecer.net.

Dicas e truques de internet e computação? É no FazendoAcontecer.net.

Lifehacking? É no FazendoAcontecer.net.
Assine nosso feed RSS.

lembrancas-que-o-google-nao-apagou-transO MSX já foi uma das plataformas de microcomputadores mais usadas no Brasil. Tenho certeza que o pessoal mais antigo lembra pelo menos do nome MSX, mas acredito que a maioria dos mais novos nunca sequer ouviu falar dele. Por muitos motivos — recordar é viver, deve-se respeitar os mais velhos, um povo sem história é um povo sem memória — vamos relembrar essa maravilha.

O MSX era um padrão de microcomputadores criado na década de 80. Isto significa que, apesar de poder ser fabricado por várias empresas diferentes, todo o hardware e software era intercambiável, independentemente do fabricante.

Apesar de sua idade — já passa dos 25 anos — ainda possui uma comunidade bastante ativa. Isto ficou evidente em um encontro realizado no mês passado pelo grupo MSX Rio.

Um pouco de história

Como de costume, vamos começar este Lembranças que o Google não apagou contando um pouco da história da criação e sucesso deste microcomputador.

MSX-logoO padrão de computadores pessoais MSX foi criado em 1983 pelo japonês Kazuhiki Nishi. Na época, ele trabalhava para a ASCII Corporation, representante da Microsoft no Japão. Apesar da participação da Microsoft no desenvolvimento, ele nunca fez muito sucesso nos Estados Unidos. Já no Brasil, alguns países da Europa, Ásia e restante da América do Sul, sua fama permanece até hoje.

O significado da sigla é assunto bastante controverso. O próprio Nishi sugeriu dois significados diferentes: Machine with Software eXchangeability e Matsushita Sony X-power. Outra possibilidade é que signifique MicroSoft eXtended. Fato é que o sistema fez tanto sucesso pelo mundo que chegou a vender cinco milhões de máquinas — numa época em que computador pessoal não era tão pessoal assim.

Seus maiores concorrentes foram o ZX Spectrum, o Apple II e o Commodore 64, que era líder nos EUA e foi o vencedor da época, vendendo 17 milhões de exemplares — falaremos dele algum dia.

Especificações

Sharp-HotBit-MSX-computador

O padrão MSX teve quatro gerações: MSX (1983), MSX2 (1986), MSX2+ (1988) e MSXturboR (1990). Uma característica que o diferenciava de seus concorrentes da época, como o ZX Spectrum, é que ele possuía processadores específicos para áudio, vídeo e controle de periféricos. Também tinha memória de vídeo independente da memória principal e controlada pelo processador de vídeo. Isto tudo deixava o processador central mais livre — e o MSX mais rápido que seus concorrentes.

Computador-Gradiente-MSX-Expert-Brasil

Talvez por isso, e pela superioridade gráfica, o MSX foi muito usado para jogos e chegou a ser tratado como um videogame de luxo.

No Brasil, os principais modelos de MSX foram fabricados pela Sharp e Gradiente. Porém foram vendidos kits de atualização para os modelos MSX2, MSX2+ e MSXturboR. Apesar das especificações variarem um pouco entre fabricantes, eram baseadas no padrão:

  • Processador: Zilog Z80A a 3.58 MHz
  • ROM: 32 KB
  • BIOS (16 KB)
  • MSX BASIC V1.0 (16 KB)
  • RAM: 8 KB mínimo, a maioria das máquinas tinham 32K ou 64K
  • Processador de vídeo: Texas Instruments TMS9918
  • RAM de vídeo: 16 KB
  • Modos de texto: 40×24 and 32×24
  • Resolução: 256×192 (16 cores)
  • Chip de áudio: General Instrument AY-3-8910 (PSG)

A comunidade

O MSX ainda conta com uma comunidade bastante ativa, desenvolvendo programas, interfaces e periféricos.

Alguns exemplos são o VSU Project, que o deixa mais potente que um SNES e um leitor de cartões SD. Veja alguns vídeos dos projetos expostos no encontro da MSX Rio.

Além da MSX Rio, também tem o MSX Sampa, o MSX Resource Center Brasil, MSX Pró, MSX BR-L.

Além das nacionais acima, o MSX também tem comunidades ativas espalhadas pelo mundo, como a MSX Resource Center e o MSX All.

Você usou o MSX? Ainda usa? Conte um pouco de sua experiência com ele!

Share/Save

O que achou do artigo? Comente.


Feed dos comentários11 Comentários

  1. Leila

    O MSX foi o meu primeiro computador, tinha 11 anos quando ganhei de presente. Foi nele que comecei a programar e a jogar. Demorei um ano para ter coragem de por um cartucho de jogo, pedia para o meu pai por. Era bem legal, foi o computador que durou mais tempo. Incrementamos ele um pouco, pussemos dois drivers de 51/4. Para o driver B, tivemos que arrancar um chip a unha.

  2. Marcelo

    O meu primeiro contato com o mundo da informática também foi através de um MSX Hotbit igualzinho ao da foto. Foi nele que ensaiei meus primeiros comandos na linguagem BASIC. Claro que não posso deixar de ressaltar os joguinhos que eram viciantes…aff, fiquei nostálgico agora.

  3. Venicios

    Meu primeiro computador, o meu era um gradiente igual a segunda foto… até acho ele lindo… passsava o dia jogando nele…hehehehe, mais tarde vendi ele pois meu pai me deu um pentium 100…

  4. sylvio castanho

    muito bom e nostalgico, na epoca eu e meus dois filhos então eles com 8 e 9 anos possuiamos um msx cada um, desenvolvi alguns programas na epoca em basic para o msx, fiz jogos voltados para educação das crianças como um que tinha por objetivo o aprendizado da taboada, acredito que acima de tudo despertei um grande interesse por meus filhos com relação a computação, com 12 anos eles possuiam uma empresa de montagem e reparos de PC´S, hoje adultos, fizeram curso superior na area de informatica e são respeitados pelo seus conhacimentos profissionais, graças ao nostálgico e notável MSX. Agora as tres MAQUINAS EMBALADAS E GUARDAS, COM AS COISAS QUE NÃO CONSIGO ME DESFAZER, POR APEGO SENTIMENTAL, QUANDO AS VEJO EU SINTO MUITO TER PERDIDO O JOGO HABBIT DA kONAMI COM O QUAL ME DISTRAIA E AO MESMO TEMPO MEDITAVA POR HORAS.

  5. Stein

    Caracas…eu passava HORAS digitando uma série de linhas, códigos, caracteres para…ouvir “o som de um jato levantando vôo” LoL. Bons tempos…

  6. Rafael Perrone

    É, vejo que muita gente ainda sente saudade do MSX também.

    O que acho legal nele é que boa parte dos aficionados em computação de hoje começaram sua história de informática em um MSX.

    Isto prova a importância deste computador!

  7. Rubens

    hahahaha….MSX era muito bacana…lembro que meu maior up grade foi quando ganhei um drive de disquete 5 1/4…passei da fase do gravadorzinho e seus hipnotizantes guinchados.

  8. Ila Fox

    Eu adoro o MSX! eu tive um MSX Expert que era minha alegria quando eu tinha 10 anos! adorava os jogos e os programinhas (Aquarela foi onde arrisquei minhas primeiras artes gráficas!).
    Graças ao MSX eu conheci meu marido que é MSXzeiro! ele até fez um emulador, o brMSX e o blueMSX! :-D
    E viva o MSX!!!

  9. Rafael Perrone

    @Ila legal! Depois manda o link do emulador que seu marido fez pra eu colocar aqui no artigo.

  10. Marcelo

    alguem tem ideia de quanto vale um sony msx2 hitbit?
    pretendo vender ou leiloar o meu no mercadolivre, meu email é:
    marcelo@msftecnologia.com.br

  11. ECIO

    BONS TEMPOS AQUELE, O MEU PRIMEIRO MSX COMPREI NO MAPPIM, MAS ANTES UM POUQUINHO EU TIVE O TELE-JOGO, TAMBEM COMPRADO NO MAPPIM (lembram da musiquinha, mappim venha correndo mappim é a liquidação)

O que você achou deste artigo? Comente.

http://fazendoacontecer.net / MSX [Lembranças que o Google não apagou]