Navegação por abas (tabulada) [Lembranças que o Google não apagou]

FazendoAcontecer.net.

Produtividade pessoal com GTD? É no FazendoAcontecer.net.

Como mudar sua vida de forma inteligente? É no FazendoAcontecer.net.

Dicas e truques de internet e computação? É no FazendoAcontecer.net.

Lifehacking? É no FazendoAcontecer.net.
Assine nosso feed RSS.

lembrancas-que-o-google-nao-apagou-500-trans

Muita gente não sabe que, durante anos, os navegadores da internet não possuíam abas. Assim, cada página aberta precisava de uma janela específica, o que requeria várias janelas aberta ao mesmo tempo e uma grande confusão na barra de tarefas. Isso tudo mudou com a criação na navegação por abas (ou navegação tabulada) — em inglês, tabbed browsing.

Os usuários atuais do Internet Explorer 6 ainda usam a internet assim: cada página em uma janela. Este é um dos — muitos — motivos que fazem do IE6 um péssimo browser. Porém, todos os outros navegadores atuais adotam o estilo de navegação por abas: Internet Explorer 7 e 8, Firefox, Safari, Chrome, Opera, Camino, Flock, Konqueror.

O pioneiro

Os fãs do Opera costumam atribuir-lhe a criação da navegação por abas. Provavelmente isto se deve à grande quantidade de invenções trazidas por este veterano da internet. No entanto, isto não é verdade.

netcaptor

O primeiro navegador a oferecer a navegação tabulada e todos os seus benefícios e organização foi o pouco conhecido NetCaptor. Em 1998, este navegador criado por Adam Stiles revolucionou a forma como se navegava na internet.

O NetCaptor não está mais em desenvolvimento, porém sua principal herança é onipresente nos dias atuais.

A cronologia

A adoção da navegação por abas não foi instantânea. Talvez pela rejeição inicial desta forma de usar a internet — a primeira vez que usei, no Firefox 1, achei estranho e vejo muita gente falar que não gosta de abas até hoje. Porém, é fácil perceber que abas são uma grande vantagem, pois todos os navegadores modernos a utilizam.

Depois do NetCaptor, o primeiro a oferecer o recurso foi o IBrowse. Em seguida vieram o myIE2 e o Mozilla (não é o Firefox), através da extensão MultiZilla, desenvolvida por HJ van Rantwijk e lançada em 2000.

Em 2001, as abas se tornaram padrão no navegador Mozilla (sem a necessidade de complementos) e no Opera 6.

Em 2002 foi a vez do Phoenix 0.1, que mais tarde passaria a ser chamado de Firefox. Konqueror e Safari apresentaram o recurso de navegação por abas em 2003, Internet Explorer 7 em 2006 e Google Chrome em 2008.

A evolução das abas

A adoção das abas por todos os grandes navegadores atuais é prova mais do que suficiente das vantagens deste recurso. Como o simples fato de oferecer navegação por abas não é mais um diferencial entre browsers, seus desenvolvedores têm criado evoluções para o sistema de abas — e viva a concorrência.

google-chrome-aba

Um exemplo é o titletabbar do Google Chrome. Quem usa ou já usou este navegador, sabe que a barra de abas e a barra de título são apenas uma. Assim, as abas ficam posicionadas na parte mais superior da janela do navegador, no mesmo local do título do programa, liberando espaço para o conteúdo. Este recurso foi imitado pelo Safari na versão 4 Beta, porém foi deixada de lado na versão 4 definitiva.

Outra inovação trazida pelo Chrome foi a separação de processos por aba. Assim, quando uma determinada página apresenta problema e a aba trava, apenas a aba daquela página precisa ser fechada e não todo o programa.

Ainda outra novidade do navegador do Google foi a possibilidade de se arrastar e soltar abas para criar novas janelas. Este recurso também já foi imitado pelo Firefox 3.5.

Os navegadores ainda estão evoluindo, e com eles as abas. Ainda há melhorias a serem feitas e conceitos a serem criados. Alguns complementos para Firefox, como o Tab Mix Plus adicionam uma infinidade de recursos para o gerenciamento das abas. Isto prova que ainda há muito espaço para novas criações.

O que você acha da navegação por abas? Você costuma usar abas no seu navegador?

Share/Save

O que achou do artigo? Comente.


Feed dos comentários2 Comentários

  1. SmOkE

    Ótimo esse post, muito interessante… uso chrome e uso abas sempre, claro, muito melhor!

    Valeu…

  2. Alterne abas no Firefox no estilo Alt+Tab | FazendoAcontecer.net

    […] artigo sobre navegação por abas da coluna Lembranças que o Google não apagou, eu falei que os navegadores de internet e suas abas […]

O que você achou deste artigo? Comente.

http://fazendoacontecer.net / Navegação por abas (tabulada) [Lembranças que o Google não apagou]