Quando usar (e não usar) gráficos de pizza e barra

FazendoAcontecer.net.

Produtividade pessoal com GTD? É no FazendoAcontecer.net.

Como mudar sua vida de forma inteligente? É no FazendoAcontecer.net.

Dicas e truques de internet e computação? É no FazendoAcontecer.net.

Lifehacking? É no FazendoAcontecer.net.
Assine nosso feed RSS.

fazendo-acontecer-na-vida-500
Gráficos de pizza (também chamados de gráfico circular ou gráfico de setores) são esteticamente bonitos. Em função disso, muitas vezes os usamos com o objetivo de deixar um relatório ou artigo com aparência mais elaborada. No entanto, costumam ser mal utilizados, pois na maioria dos casos os gráficos de barras ou colunas são mais efetivos em passar a informação.

Há uma certa rejeição aos gráficos de barras, principalmente entre pessoas que não são das áreas das ciências exatas. Prova disso é sua aplicação muito comum em jornais e revistas. Mesmo assim, engenheiros, programadores e afins também deixam o gráfico de barras de lado buscando uma apresentação visualmente mais agradável — não percebem que assim a mensagem do gráfico pode ser mal passada.

Por quê gráficos de pizza são ruins

De acordo com a lei da potência de Steven (Stevens’ power law), somos melhores em perceber comprimentos do que áreas. Essa lei determina potências para diferentes estímulos relacionando a magnitude do estímulo e a intensidade percebida. Segundo ele, nossa percepção visual de comprimentos possuem uma potência de 1, enquanto a de áreas têm 0,7.

Na prática, transportando esta lei para os gráficos, se temos um gráfico de pizza com pequenas diferenças entre as fatias, não conseguimos percebê-las muito bem. Desta forma, simplesmente, a informação não será captada. Se usarmos um gráfico de barras ou colunas para a mesma informação, seremos capazes de percerber as menores variações entre os valores.

Como exemplo, veja o gráfico abaixo, retirado da Wikipedia:

grafico-de-pizza

Ele mostra 3 grupos de dados plotados em gráficos de pizza e gráficos de colunas. Se compararmos apenas os gráficos de pizza, fica difícil visualizar qual o maior, menor, segundo e terceiro valores. Já no gráfico de colunas isso fica ridiculamente fácil de ser feito.

Quando gráficos de pizza são bons

Isso não quer dizer que gráficos de pizza não servem para nada. Desde criança, já ouvia que nada é totalmente ruim, nem completamente bom. Se o objetivo for comparar uma das fatias em relação ao restante da pizza e esta relação está na proporção de 25% ou 50%, aí os gráficos de pizza são bem vindos.

Além dessa regra, algumas dicas que podem deixar seus gráficos de pizza mais efetivos são: não use mais de seis fatias num mesmo gráfico; e use cores contrastantes para as fatias.

Quais são suas dicas para fazer com que seus gráficos passem a mensagem?

How pie charts fail? [via Lifehacker]

Share/Save

O que achou do artigo? Comente.


Feed dos comentários13 Comentários

  1. anderson

    com certeza são os mais usados

  2. 11 erros comuns ao usar imagens em apresentações | FazendoAcontecer.net

    […] Outra boa leitura complementar é o artigo do FazendoAcontecer.net mostrando quando devemos usar gráficos de pizza e barras em relatórios e apresentações. […]

  3. Iúri

    Geralmente gráficos de pizza são utilizados para demonstrar percentuais (ou valores) que compõe um todo, e eu dificilmente os utilizo; a não ser que precise comparar percentuais.

    Porém, sempre me preocupei com a questão da escala, mesmo com gráficos de barra. Na verdade, muitas vezes para escolher o gráfico ideal, tenho que fazer um coparativo dos dois, refinando a escala, até que o resultado final seja perceptível sem margem de dúvidas.

  4. Iúri

    Geralmente gráficos de pizza são utilizados para demonstrar percentuais (ou valores) que compõe um todo, e eu dificilmente os utilizo; a não ser que precise comparar percentuais.

    Porém, sempre me preocupei com a questão da escala, mesmo com gráficos de barra. Na verdade, muitas vezes para escolher o gráfico ideal, tenho que fazer um comparativo [essa palavra estava errada no comentário anterior] dos dois, refinando a escala, até que o resultado final seja perceptível sem margem de dúvidas.

  5. jonas

    nao me ajudou muito mais é bem enterecante

  6. henriquenunes

    que bom

  7. Isabella

    Não lii aiinda maiis é muiito grande, eu vou fazer uma pesquiisa pequena..Eu vou terque escrever tudo iisso ?

  8. Luiz Alberto

    Muito bom. ajudou-me e, muito. Quando puder escreva mais sobre o assunto. Realmente, foi uma pena o artigo ser curto, contudo incentivou-me a comprar o livro Apresentações Zen. Vou sair agora e procurar. Obrigado

  9. naty

    que chato

  10. naty

    que chato

  11. vitoria rufino

    ai que tediu eu quero saber para que sao utilizados e nao quando usar ou nao usar que chato

  12. Gerente

    Realmente entendi melhor porque percebi quando e onde podemos usar os gráficos de pizza, tive uma discussão hoje sobre a aplicabilidade do mesmo. onde fiquei muito triste e perceber que muitos deles não tinham conhecimento deste gráfico. achei muito horrível.

  13. Francisco Gerente

    Segundo S. Breviary (1801) esses gráficos são muito utilizados no mundo dos negócios e na mídia, mas eles vem sendo criticados duramente por profissionais e muitos recomendam não utilizar este tipo de gráfico, apontando o fato que é difícil comparar os setores do gráfico ou comparar a data entre diferente gráficos circulares. Estes gráficos podem ser facilmente substituídos por outros diagramas como o Gráfico de Barras. Neste casos gostaria que os meus colegas lê-se estes artigos.

O que você achou deste artigo? Comente.

http://fazendoacontecer.net / Quando usar (e não usar) gráficos de pizza e barra